sábado, 7 de novembro de 2015

Respeitar o espaço alheio – Questão de sobrevivência (do relacionamento)


Você sabe que apesar de completar um casal com alguém você também tem o direito de ser “eu” pelo tempo necessário para você, certo? Ou você gosta de sufocar, cercar e fica se frustrando a cada vez que percebe que seu parceiro/a tem uma vida própria? Se você está no segundo grupo, é melhor prestar atenção nisso hoje.

Diferenças e espaço
A arte da Leticce faz pensar, né?!

Primeira questão fundamental e é melhor que você entenda de uma vez: Cada UM (sim, vocês são dois, que são formados por um + um) tem sim o direito a ter seu espaço, sua privacidade, seus momentos e fazer o que bem entender com esse tempo livre. Cada um de nós chegou nesse mundo sozinho e será assim também quando o for deixar, então é natural que as pessoas sejam meio egoístas, as vezes. Note que não estou incluindo aqui pessoas com segundas intenções, apenas aquelas que querem ter um tempo para si e fazer nele o que bem entenderem, sem que isso leve ao término do namoro por justa causa.

Preciso explicar melhor, só pra garantir que vai dar tudo certo: Se a pessoa quer ficar em casa, ouvindo música sozinha ou ir até a praia pra ficar refletindo sobre como a vida da voltas, ela pode e deve fazer isso. E você não pode, sob nenhuma circunstância negar a ela esse direito. E se você não confiar – o que já é bizarro – na pessoa, entenda que quem quer aprontar faz na sua cara, se for preciso, porque pessoas assim não sentem receio algum e aí já é um outro problema.

A segunda parte dessa questão, obviamente, diz respeito a você mesmo: É você quem está querendo curtir algo novo, fazer algo que não faz a algum tempo ou quer apenas tirar um tempo pra ficar pensando na vida? Faça. Quem estiver com você precisará entender isso, se for algo vital e importante. Eu nunca concordei e nunca vou concordar com limites que não sejam os do bom senso nessa hora, a pessoa não pode te proibir de ser ou fazer o que você estiver com vontade. Isso não é um namoro saudável, é uma prisão e ninguém quer se sentir frustrado por não poder fazer algo que gosta e/ou precisa.

Então, resumo: Se um dos dois precisar de um tempo para si, permita. Se faltar confiança, reflita você se vale a pena manter um namoro assim. E se for você a fim de um espaço maior, explique. Precisa ser simples assim, não dá pra ser diferente. Precisa ser fácil, claro e o respeito pelo espaço alheio deve sempre existir.

Claro que para isso acontecer é importante deixar claro, conversar e explicar tudo. Na verdade, isso deveria ser um comportamento padrão, mas viver num mundo cheio de possibilidades faz mal a cabeça de algumas pessoas e essa necessidade que sentimos de prender a pessoa vem daí, provavelmente. O namoro precisa ser libertador, precisa ter muita confiança, precisa de espaço para os dois serem um, quando quiserem. E precisa ser honesto, sempre.

Ele quer sair com os amigos? Deixe! Ela quer ir num barzinho só com amigas? Deixe!! Ele precisa tirar um dia de folga e se jogar na frente do computador pra ficar ouvindo música sozinho? Deixe!!! As pessoas precisam ter um pouco de espaço na vida. Esses momentos reflexivos farão bem para a pessoa e para você, consequentemente. Experimente tentar isso um dia.

E por favor, parem de “proibir” seus namorados/as de fazer as coisas que querem. Isso é tão errado que nem sei como explicaria isso a vocês.

http://www.diariodecasal.com.br/posts/respeitar-o-espaco-alheio-questao-de-sobrevivencia-do-relacionamento/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-me por Email

Lições de vida

Cada dia em nossas vidas nos ensina lições que muitas vezes nem percebemos.
Desde o nosso primeiro piscar de olhos, desde cada momento em que a fome bate, desde cada palavra que falamos.
Passamos por inúmeras situações, na maioria delas somos protegidos, até que um dia a gente cresce e começamos a enfrentar o mundo sozinhos.
Escolher a profissão, ingressar numa faculdade, conseguir um emprego...Essas são tarefas que nem todos suportam com um sorriso no rosto ou nem todos fazem por vontade própria.
Cada um tem suas condições de vida e cada qual será recompensado pelo esforço, que não é em vão.Às vezes acontecem coisas que a gente nem acredita.
Às vezes, dá tudo, tudo errado!Você pensa que escolheu a profissão errada, que você mão consegue sair do lugar, ás vezes você sente que o mundo todo virou as costas...Parece que você caiu e não consegue levantar...Está a ponto de perder o ar...Talvez você descubra que quem dizia ser seu amigo, nunca foi seu amigo de verdade e talvez você passe a vida inteira tentando descobrir quem são seus inimigos e nunca chegue a uma conclusão.
Mas nem tudo pode dar errado ao mesmo tempo, desde que você não queira.E aí... Você pode mudar a sua vida!Se tiver vontade de jogar tudo pro alto, pense bem nas conseqüências, mas pense no bem que isso poderá proporcionar.Não procure a pessoa certa, porque no momento certo aparecerá.Você não pode procurar um amigo de verdade ou um amor como procura roupas de marca no shopping e nem mesmo encontra as qualidades que deseja como encontra nas cores e tecidos ou nas capas dos livros.Olhe menos para as vitrines, mas tente conhecer de perto o que está sendo exibido.
Eu poderia estar falando de moda, de surf, de tecnologia ou cultura, mas hoje, escolhi falar sobre a vida!Encontre um sentido para a sua vida, desde que você saiba guiá-la com sabedoria.Não deixe tudo nas mãos do destino, você nem sabe se o destino realmente existe...Faça acontecer e não espere que alguém resolva os seus problemas, nem fuja deles.Encare-os de frente. Aceite ajuda apenas de quem quer o seu bem, pois embora não possam resolver os seus problemas, quem quer o seu bem te dará toda a força necessária pra que você possa suportar e...Confie!
Entenda que a vida é bela, mas nem tanto...Mas você deve estar bem consigo mesmo pra que possa estar bem com a vida.Costumam dizer por aí que quem espera sempre alcança, mas percebi que quem alcança é quem corre atrás...Não importa a tua idade, nem o tamanho de seu sonho...A sua vida está em suas próprias mãos e só você sabe o que fazer com ela...Autor ( Lilian Roque de Oliveira )


twitter

Mapa