quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

ARROGÂNCIA E PREPOTÊNCIA dificultam relações afetivas


Comportamento negativo


Falar sobre prepotência e arrogância é embaraçoso. Comportamentos considerados negativos, infelizmente ainda estão muito ativos. Allan Kardec disse certa vez que “tais características são chagas espirituais ligadas ao orgulho, mas passíveis da cura libertadora no caso de se querer estabelecer sob as promessas da palavra e do exemplo de Jesus”. O que confirma o valor e poder das palavras. Ao explicar os dois comportamentos, especialistas afirmam que é comum confundi-los, pois ambos estão entrelaçados e ligados a outros sentimentos também negativos, como a vaidade. “Em ambos, o indivíduo acaba por ter um difícil relacionamento interpessoal, pois apresenta tanto apego às suas convicções que acaba por perder o senso da realidade, mantendo uma postura imponente, com negação de sentimentos, desprezo aos esforços alheios, e afinal, sente-se sempre auto-suficiente nas suas decisões”, afirma a psicóloga clínica Claudia Ribeiro Rodrigues.

Mas antes de pensar o que seria uma pessoa arrogante ou prepotente é fundamental dizer que estas definições dão algumas pistas de como uma pessoa não deve se comportar e a origem errada destes padrões. Para a psicologia, quando se fala em arrogância e prepotência deve-se pensar no conjunto de reações que define como tal. “Assim, é possível focar nosso olhar no processo pelo qual a pessoa passa, entendendo a importância de que se considere estas atitudes pelos seus resultados”, afirma Fernando Cassas, psicólogo do Núcleo Paradigma, mestre em psicologia pela PUC/SP e professor da Faculdade FTS. Para entender melhor o efeito dos atos, Cassas explica que a prepotência se refere a uma pessoa que conta vantagem daquilo que possui, que conta características suas de uma maneira exacerbada, e fala sempre para as pessoas das suas conquistas e vitórias. Já a arrogância está ligada a alguém que se comporta de uma forma autoritária e despótica. “Uma pessoa que abusa da situação na qual está inserida de maneira a criar uma relação de inimizade com as pessoas ao seu redor”, diz Cassas.

Em muitos casos, as duas formas podem coexistir na mesma pessoa. O que diferencia é a questão do poder. Há pessoas arrogantes que não são necessariamente prepotentes, não tentam impor ao outro sua maneira de ser ou de agir, nem regra alguma, porque não têm poder na relação. “Ambas podem ter a ver, no fundo, com um sentimento de que não se é tão bom assim como pessoa, apesar das aparências serem ao contrário. Enfim, pode ser uma atitude defensiva que, no fundo, esconde um grande complexo de inferioridade”, explica Thays Babo, psicóloga clínica, mestre em psicologia pela PUC-Rio e pós-graduanda em psicologia junguiana pelo IBMR. Mas você pode se perguntar: Por que algumas pessoas escolhem tais características e comportamentos? A psicóloga Thays afirma que nem sempre é uma escolha consciente. Muitas vezes é um padrão familiar, que se relaciona assim com o mundo, e a pessoa copiou porque funcionava. Pode também estar relacionado com a impressão de ser superior aos demais. “Nem sempre estará ligado à capacidade econômica, pode ser uma arrogância intelectual ou estética”, afirma.

Thays explica também que decididamente, não é uma escolha saudável, e pode, na verdade, ser uma maneira de defesa, no fundo, nem acreditando que seja melhor do que os demais, mas funciona como uma couraça para que seja inatingível e não entre em contato com sua própria inferioridade. “Muitas vezes, a pessoa tem ganhos secundários, a curto prazo, com este modo de ser e segue assim, enquanto não for ameaçada.” Baseada nestas informações, a psicóloga Claudia Rodrigues faz um alerta: “Tanto a arrogância como a prepotência são consideradas defesas para camuflar uma insegurança, mas ao sentir-se mais seguro, essas defesas se diluem.”

Mudança de comportamento aflora felicidade
O problema maior de ser prepotente ou arrogante são as conseqüências causadas na estrutura emocional. “Essas pessoas acabam por desenvolver um sofrimento mental devido à busca incessante, sempre tentando superar seus limites, exigindo de si mais do que conseguem e sentindo-se responsáveis por todo bem que se fazem”, explica a psicóloga Claudia Rodrigues. Para uma mudança gradual e sem medos, é preciso entender que ambos comportamentos são difíceis de combater no outro. Em si mesmo, precisa de consciência e vontade do indivíduo, que deve detectar isto em si e querer investigar as causas, o que o levou a assumir estes traços, o que ganha e o que perde com isto. “Se chegar a fazer uma psicoterapia, seja pela queixa que for, ao longo do processo, quem atende percebe e pode trabalhar como isto se dá nas relações que estabelece no mundo e quais são as conseqüências”, afirma a psicóloga Thays Babo.

Thays afirma que todas as abordagens da psicologia podem tratar estes traços, ainda que usando técnicas diferentes. Ser feliz também é questão de escolha: pode-se optar por continuar feliz na inconsciência (ainda que seja uma felicidade ‘fake’). Entretanto, serão mais felizes, autenticamente, se combaterem estas características em si, e a psicoterapia ajuda a clarificar, apesar de ser um processo que pode ser doloroso, inicialmente. “Afinal, os relacionamentos são revistos com uma outra luz e coisas que não estavam perceptíveis vão aflorar. Mas a médio e longo prazos os relacionamentos ganham qualidade e autenticidade.”

Francine Moreno



:: Arrogância é uma característica negativa relacionada à presunção e ao orgulho. Uma pessoa arrogante incomoda e humilha aqueles com quem se relaciona

:: Prepotência remete à potência, ou seja, ao poder, e está ligada a uma questão hierárquica ou econômica

:: A pessoa prepotente abusa do poder que tem, seja na esfera que for, ou da autoridade que exerce, ainda que temporariamente. Alguns sinônimos seriam tirânico e despótico

:: Por meio das técnicas psicoterápicas, os psicólogos podem auxiliar as pessoas a enfrentarem o que as incomoda, tornando o convívio social mais saudável para elas e a sociedade que as acolhe

Fonte - Claudia Ribeiro Rodrigues, psicóloga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-me por Email

Noticias

Loading...

Lições de vida

Cada dia em nossas vidas nos ensina lições que muitas vezes nem percebemos.Desde o nosso primeiro piscar de olhos, desde cada momento em que a fome bate, desde cada palavra que falamos.Passamos por inúmeras situações, na maioria delas somos protegidos, até que um dia a gente cresce e começamos a enfrentar o mundo sozinhos.Escolher a profissão, ingressar numa faculdade, conseguir um emprego...Essas são tarefas que nem todos suportam com um sorriso no rosto ou nem todos fazem por vontade própria.Cada um tem suas condições de vida e cada qual será recompensado pelo esforço, que não é em vão.Às vezes acontecem coisas que a gente nem acredita.Às vezes, dá tudo, tudo errado!Você pensa que escolheu a profissão errada, que você mão consegue sair do lugar, ás vezes você sente que o mundo todo virou as costas...Parece que você caiu e não consegue levantar...Está a ponto de perder o ar...Talvez você descubra que quem dizia ser seu amigo, nunca foi seu amigo de verdade e talvez você passe a vida inteira tentando descobrir quem são seus inimigos e nunca chegue a uma conclusão.Mas nem tudo pode dar errado ao mesmo tempo, desde que você não queira.E aí... Você pode mudar a sua vida!Se tiver vontade de jogar tudo pro alto, pense bem nas conseqüências, mas pense no bem que isso poderá proporcionar.Não procure a pessoa certa, porque no momento certo aparecerá.Você não pode procurar um amigo de verdade ou um amor como procura roupas de marca no shopping e nem mesmo encontra as qualidades que deseja como encontra nas cores e tecidos ou nas capas dos livros.Olhe menos para as vitrines, mas tente conhecer de perto o que está sendo exibido.Eu poderia estar falando de moda, de surf, de tecnologia ou cultura, mas hoje, escolhi falar sobre a vida!Encontre um sentido para a sua vida, desde que você saiba guiá-la com sabedoria.Não deixe tudo nas mãos do destino, você nem sabe se o destino realmente existe...Faça acontecer e não espere que alguém resolva os seus problemas, nem fuja deles.Encare-os de frente. Aceite ajuda apenas de quem quer o seu bem, pois embora não possam resolver os seus problemas, quem quer o seu bem te dará toda a força necessária pra que você possa suportar e...Confie! Entenda que a vida é bela, mas nem tanto...Mas você deve estar bem consigo mesmo pra que possa estar bem com a vida.Costumam dizer por aí que quem espera sempre alcança, mas percebi que quem alcança é quem corre atrás...Não importa a tua idade, nem o tamanho de seu sonho...A sua vida está em suas próprias mãos e só você sabe o que fazer com ela...Autor ( Lilian Roque de Oliveira )

twitter

Mapa