quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Os políticos que merecemos

“O Homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe” | Rousseau
Hoje disseram-me: as pessoas têm os políticos que merecem.
Após horas perdida em argumentos políticos, eleitorais, legais, estatísticos e outros, a resposta era sempre igual (e a minha depressão política aumentava!): temos os políticos que merecemos, porque não nos revoltamos, porque nos preocupamos mais com a nossa própria sobrevivência que com o bem-estar do colectivo, porque não lutamos por tempos melhores, porque nos acomodamos…
Contra factos, não há argumentos: merecem os políticos que têm quem não vota, quem vota sempre nos mesmos, quem não pensa, quem “deixa andar”, quem é acrítico.
Nascemos iguais, formalmente, perante a lei. Temos os mesmo direitos, os mesmo deveres. Quando é que nos perdemos? Quando entramos na sociedade, na escola, na política? Quando temos de nos desenvencilhar sozinhos? Quando é que o nosso instinto de sobrevivência ultrapassa a noção de bem e mal?
Os políticos não são todos iguais. Ser “político” não é uma doença. Não se apanha uma bactéria que nos/os torna más pessoas no momento da tomada de posse para o cargo. Mas não é destes (dos maus) que falamos hoje.
As pessoas não deixam de o ser por estarem envolvidas em política. Há quem chore com ela, ria com ela, acorde, durma e não durma a pensar nela. Há quem se levante todos os dias, com um peso aos ombros, porque quer fazer melhor, porque quer fazer mais, porque se bate por “nós” e não por ele/ela ou apenas pelos seus. Há quem viva para melhorar o nosso dia-a-dia, esquecendo o seu, a nossa vida, esquecendo a sua. Há quem faça o que pode, com o pouco que tem, todos os dias!
Não merecemos os políticos que temos, mesmo que sejamos “amorfos”, comodistas, incapazes de lutar pelos nossos direitos. Não merecemos os políticos que temos, mesmo que sejamos apartidários, apolíticos, parte da abstenção. Não merecemos os políticos que temos, mesmo que não sejamos politizados, mesmo que não votemos com base em programas eleitorais, em ideias, mas antes em cores ou caras. Não merecemos os políticos que temos, mesmo que desleixemos a nossa participação.
E, não os merecemos, por uma tão simples razão, longe dos factos que todos apresentam: ninguém merece ser espezinhado, calcado, discriminado, roubado da sua dignidade, esquecido, abandonado…
Como cidadãos esperamos uma liderança sem erros, perfeita. Esquecemos-nos que a política é feita por pessoas, como eu, como tu, como nós. Que o pessoal é político e que o político é pessoal. Que as pessoas erram, que julgam diferente de nós, que agem de modo que, às vezes, nos é incompreensível, na política, como na vida.
Não merecemos todos os políticos que temos, merecemos alguns deles. E, por esses, vale a pena mudar o mundo – disseram-me, um dia!
fonte:http://globehopping.wordpress.com/2013/08/13/os-politicos-que-merecemos/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-me por Email

Lições de vida

Cada dia em nossas vidas nos ensina lições que muitas vezes nem percebemos.
Desde o nosso primeiro piscar de olhos, desde cada momento em que a fome bate, desde cada palavra que falamos.
Passamos por inúmeras situações, na maioria delas somos protegidos, até que um dia a gente cresce e começamos a enfrentar o mundo sozinhos.
Escolher a profissão, ingressar numa faculdade, conseguir um emprego...Essas são tarefas que nem todos suportam com um sorriso no rosto ou nem todos fazem por vontade própria.
Cada um tem suas condições de vida e cada qual será recompensado pelo esforço, que não é em vão.Às vezes acontecem coisas que a gente nem acredita.
Às vezes, dá tudo, tudo errado!Você pensa que escolheu a profissão errada, que você mão consegue sair do lugar, ás vezes você sente que o mundo todo virou as costas...Parece que você caiu e não consegue levantar...Está a ponto de perder o ar...Talvez você descubra que quem dizia ser seu amigo, nunca foi seu amigo de verdade e talvez você passe a vida inteira tentando descobrir quem são seus inimigos e nunca chegue a uma conclusão.
Mas nem tudo pode dar errado ao mesmo tempo, desde que você não queira.E aí... Você pode mudar a sua vida!Se tiver vontade de jogar tudo pro alto, pense bem nas conseqüências, mas pense no bem que isso poderá proporcionar.Não procure a pessoa certa, porque no momento certo aparecerá.Você não pode procurar um amigo de verdade ou um amor como procura roupas de marca no shopping e nem mesmo encontra as qualidades que deseja como encontra nas cores e tecidos ou nas capas dos livros.Olhe menos para as vitrines, mas tente conhecer de perto o que está sendo exibido.
Eu poderia estar falando de moda, de surf, de tecnologia ou cultura, mas hoje, escolhi falar sobre a vida!Encontre um sentido para a sua vida, desde que você saiba guiá-la com sabedoria.Não deixe tudo nas mãos do destino, você nem sabe se o destino realmente existe...Faça acontecer e não espere que alguém resolva os seus problemas, nem fuja deles.Encare-os de frente. Aceite ajuda apenas de quem quer o seu bem, pois embora não possam resolver os seus problemas, quem quer o seu bem te dará toda a força necessária pra que você possa suportar e...Confie!
Entenda que a vida é bela, mas nem tanto...Mas você deve estar bem consigo mesmo pra que possa estar bem com a vida.Costumam dizer por aí que quem espera sempre alcança, mas percebi que quem alcança é quem corre atrás...Não importa a tua idade, nem o tamanho de seu sonho...A sua vida está em suas próprias mãos e só você sabe o que fazer com ela...Autor ( Lilian Roque de Oliveira )


twitter

Mapa